Seja você mesmo: é seu dever!

Estar confortável com quem se é de verdade requer dedicação, né menix? É quase um emprego: é preciso que você acorde cedo para a responsabilidade que é ser você, é exercitar diariamente o amor próprio, é ser livre, autentico, espontâneo – sem diminuir ninguém – e não se pode detestar o chefe: o autoconhecimento.

Várias vezes e em diversas situações do nosso dia a dia, tendemos diminuir nós mesmos, fazer coisas estúpidas para se encaixar num grupinho ou pior ainda, assumimos um comportamento que não é o nosso. Chegou a hora de parar com isso! 

É necessário lembrar que em, aproximadamente 7,7 bilhões de pessoas no mundo,  somos todos EXCLUSIVOS. Somos diferentes de todas as pessoas, seja por questões biológicas, seja por experiências de vida, por todos os erros e acertos que fazem de nós o que somos. Somos excepcionais.

Cada um de nós interpreta situações de uma maneira diferente e sente diferente, por conta disso cada um tem um PODER de impacto – positivo ou negativo – sobre o mundo que é único. Essa é a beleza de ser um ser humano extraordinário. Percebe, gatx? 

Ainda dá tempo de voltar a ser fiel a si mesmo, a acreditar no amor, a bancar suas decisões até o fim para o seu próprio bem e encarar seus medos. Vivemos num tempo em que não dá mais para vestirmos uma roupa que não nos cabe, perder o brilho no olhar, sustentar relações toxicas por comodismo e negligenciar nossa saúde mental.

Recentemente, a entertainer Lilly Singh, compartilhou uma mensagem linda em seu canal de daily vlogs. De família indiana, Lilly nasceu no Canadá e começou a carreira no Youtube, popularmente conhecida como IISuperwomanII. Ela se assumiu bissexual há pouco tempo, é dona de uma produtora de filmes, a Unicorn Island Productions e vem quebrando as regras do late-night show com o seu A Little Late With Lilly Singh, exibido pela rede de TV americana, NBC. Lilly é a primeira mulher indiana e bi a ser apresentadora de TV e sua equipe é composta majoritariamente por mulheres.

No vídeo, Lilly recebeu a seguinte pergunta de um fã: “E se eu tiver medo de ser quem eu sou?”. Ela respondeu o seguinte:

“Uma coisa que tem me ajudado muito quando eu penso “E se eu ficar com medo de ser eu mesma” é: cara, é bom que eu SEJA eu mesma! Porque se eu não for eu mesma, significa que não estou fazendo justiça a todas as coisas únicas e experiências que fazem de mim quem eu sou. O mundo e todos nele estariam perdendo o que há de melhor em mim.”, explicou.

Ative as legendas e veja o recado completo, que começa aos 5min13:

Publicado por marô marô

Inquieta e insubordinada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: